09/11/12

Álbuns velhos de fotografia

Entao chega aquele momento em que o sol amazônico dá uma amenizada. E mais um fim de tarde fica agradável. Mamae já se sentou confortavelmente na sua cadeira de balanco e já tem as pernas ainda muito bonitas e bem modeladas, sobre o braco do sofá já nao tao novo. Tenta assistir sua novela, que será de vez em quando interrompida pelos muitos netos a sua volta, que sempre querem algo da vovó. E nós vamos chegando. Um por um. Nos jogando no chao levemente frio da sala, aos pés da porta, onde um outro vai chegando e se juntando a nós. Mamae olha pra gente e se diverte com nossa diversao de todo ano. Entao um de nós traz os velhos álbuns de fotografias, os mesmos,  de sempre.

Ficamos maravilhados com a gente mesmo, eternizados naquelas imagens de cor de antigamente. Estamos todos ali, nós, os filhos, tao pequenos. Arrumadinhos, ou baguncados, fantasiados e cobertos de purpurina em um carnaval qualquer, de biquini nos banhos de Manaus,  de uniforme escolar, as irmas de roupas sempre iguais. Nós. Sérios, nervosos, sorrindo, mas sempre com aquela grande e alegre família a nossa volta. Revemos a avó, a prima, e a tia que nao estao mais aqui, mas estao lá, pregadinhas para sempre com seus sorrisos imaculados na foto antiga. Nós pequenos, nós crescendo. Nos deparamos com nossos eus lá do passado, ouvimos as suas vozes, os risos e rimos juntos do cabelo de um, da calca boca de sino do outro, do dente que caiu do pequeno, lembramos calados das coisas tristes que estao por trás das fotos como fantasmas presos querendo sair, rondando as pessoas armazenadas nas imagens e ficamos ali, entre nós, como que enfeiticados, reunidos terna e docemente, tendo nas maos a nossa história. Enxergamos toda aquela coisa antiga a cada ano com um novo olhar, e é como se tudo fosse muito igual mas a cada virada de página, há algo a descobrir. - "Quem era esse aqui mae, que eu nunca vi? Ah é o primo da mulher do irmao do meu cunhado... aaaahhhh. E essa mulher aqui mae? Xii, sei mais nao...
Rimos. Ouvimos. Falamos sem parar e podemos até cantar uma música que ainda está tocando silenciosamente naquela foto.
Olhar os velhos álbuns de fotografia. Uma coisa que nunca podemos deixar de fazer quando nos encontramos todos na casa da nossa mae.
* * *

Foto antiga da minha mae e uma das que mais gosto

 Hoje é o aniversário dela. 
E hoje estou com saudade de casa...

* * *

grata a Rosélia, que me lembrou com sua postagem, como é bom rever fotos antigas.

17 comentários:

  1. Nina, ontem à noite tivemos uma cena dessa conosco na cama. A Vivi queria ver o nosso album de casamento. Ficamos um pouco tristes de ver que 4 pessoas já se foram e ela chorou por nao ter conhecido o bisavô dela.

    As lembrancas sao muitas nestes momentos.

    Eu me deliciei de me ver tao magrinha, rs.

    Lindas lembrancas, nao?

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. São lindos esses momentos de rever velhos álbuns... Dentro em pouco nem mais isso teremos, agora é só digital e não fizemos todas no papel...Pena! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. bom dia, eu entendo voce como se fosse eu.
    Tem dias que sou movida a saudade, e esse tipo de saudade é gostoso mas doi.
    Parabéns à sua linda mãe, tão bonita nessa foto, tão jovem.
    E parabéns a voce por escrever essa homenagem tão linda.
    Logo estarão juntas, não?
    Aí então será só alegria. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Que lindo o post!!!!

    Coisa boa são as fotos antigas pra gente activar as lembranças dos tempos bons que já passaram.

    Flor, vc recebeu o e-mail?

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir

  5. Oi amiga,

    É verdade, coisa boa é rever as fotos antigas, lembranças...
    Felicidades para sua mãezinha!!!

    Bjs, que Deus nos abençoe!

    ResponderExcluir
  6. Nina, que coisa gostosa essas reuniões. Minha família é muuuuito grande e sempre que possível nos encontramos na casa de minha avó, que mais parece uma chácara no centro da cidade, rs...rs.
    O melhor da festa é sempre o procurar Quem é quem! nos antigos albuns de fotografias. Dá saudades na gente, mas é uma saudade boa. Uma saudade que nos incentiva a passar por cima de mais um ano para nos encontrarmos de novo.
    Adorei sua postagem. Sua mãe é linda!

    Obrigado por sua especial atenção lá no meu cantinho do Óbvio. Você é um amor de pessoa.
    Bjs
    Manoel

    ResponderExcluir
  7. Linda a tua mãe. Parabéns a ela.
    Vou desejar que logo os braços se enlacem e a saudade seja amenizada.
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Nina, sua mãe era lindinha, você parece com ela agora.
    E como a gente lembra das coisas, dois dias, das tardes quentes dos verões, ri das nossas posições, dos cabelos da época (minha mãe fazia permanente em mim), meu irmão sempre com as mãos nos bolsos e cara de enfezado, minha irmã uma bonequinha pequenina, meu pai protetor com as mãos sobre nós, aí são tantas lembranças, parece às vezes que nada disso existiu e que a vida é só o que vivemos agora no momento. Por isso tão importante este ato de se reunir e rever em fotos. Como ficará no futuro com as fotos digitais?
    beijos cariocas


    ResponderExcluir
  9. Tão bom sentir saudade de casa, ter tido um casa da qual sentir saudades. Uma mãe, uma família, álbuns de fotos e tudo aquilo que aconteceu nas fotos para rever, relembrar, reviver.
    Dia desses comentei que se num momento de escolha uma coisa pra salvar de sua casa, eu salvaria meus álbuns de fotos. As favas os eletros e roupas...rsrs
    Amo fotografias, tenho muitas e sigo enchendo a gaveta e os álbuns, penso que são para posteridade, e são.
    Amo me ver nas fotos, ver as pessoas, as minhas, as dos outros, sempre vejo e revejo as que tenho em casa, as da casa de minha mãe, as de qualquer pessoa.
    Para mim fotos falam, são poesias, crônicas, histórias contadas através de uma imagem.
    Sempre mando para as pessoas em datas festivas, uso em presentinhos e homenagens, troco as dos porta-retratos...
    Como livros que lidos uma segunda vez as vezes nos dizem o que não vimos ou entendemos na primeira, ver e rever fotos são leituras e releituras agregadoras, encantadas e mágicas, aquele tempo, aquele dia, aquela olhar de ternura, aquela mania, aquela moda, época, ali, aos nossos olhos, com o som do coração e um convite a viajar, sentir cheiros, gostos, abraços, colos, saudades.

    ResponderExcluir
  10. A sua mãe a doce lembrança e homenagem de uma filha e o elogio de uma desconhecida que achou ela linda e competente como mãe, afinal criou uma moça tão doce e carinhosa.

    ResponderExcluir
  11. o Nina... que post tão vivo... me fez recordar também de quando estamso em casa olhando fotos... sabe que a Valentina adora olhar fotos dela desde bebe... uma belezinha.
    E Nina você já pesnou em escrever um livro? Sabe por que, toda vez que leio um post seu a impressão que tenho que esto lendo um livro de uma grande escritora...você escreve muito bem, como disse acima com vida... eu me deixo levar pelas suas histórias... pense nisso? pois talento não te falta...
    beijão e bom final de semana

    ResponderExcluir
  12. Que bela mãe menininha!
    Na casa da "Vó", temos fotos das romarias à Aparecida do Norte... só risadas!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Nina, dia 09/11 é aniversário do meu pai, também. Que já se foi há 17 anos. Saudade presente, mas sem dor.
    Sua mãe é linda, e vc se parece com ela.
    Ver fotos é viajar no tempo. Na minha casa (dos pais) tivemos pouquíssimas fotos, lembro-me que meu pai tinha uma linda máquina, mas acho que a revelação era muito cara e se acabava economizando não fazendo as fotos...rsrs
    Tomara que voltemos a colocar no papel as fotos, acho tão impessoal vê-las pelo computador!
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  14. Lindissima! Que boca, que olhar!

    ResponderExcluir
  15. Nina
    Aqui em casa temos mania de fotos antigas. papai adorava tirar fotografias. Sua m~e é linda!
    Um grande abraço!
    com alegria
    Monica

    ResponderExcluir
  16. Simplesmente amo olhar álbuns de fotos! Minha terapia!

    Lindona sua mãe hein?!!

    ResponderExcluir
  17. Valeu os elogios a minha mamae ;-)

    ResponderExcluir